Você acha que ter um site funciona para aumentar suas vendas?

Se sua resposta for sim, parabéns. Acabou de me poupar um parágrafo inteiro de explicação.

Mas para quem diz não, que site  não funciona, eu digo o seguinte: Não adianta fugir. Hoje a internet é um dos meios mais populares e eficazes para divulgação do seu negócio. E o site é sua loja virtual.

Existem estudos informando que todos os usuários da web estão em 4 áreas.

  1. Site com blog – As pessoas estão buscando informação o tempo todo.
  2. E-mail – Pois é, não fique surpreso, ainda existe gente que abre e-mail;
  3. Redes Sociais – Preciso explicar? Quantas vezes você parou e se perguntou: “O que eu ainda estou fazendo aqui no Facebook ou Instagram?”
  4. Ferramenta de busca – Me diz, qual o primeiro site que você abre quando quer encontrar alguma coisa?

Preferencialmente é interessante que sua empresa ou seu negócio esteja nessas 4 áreas. Mas se você acha que não tem tempo pra fazer tudo de uma única vez, sugiro que faça parte a parte, estude cada item desse e aplique no seu negócio.

Pretendo nessa série de posts falar sobre os 4 itens.

Nesse primeiro falarei sobra a importância de ter um  site e blog

Que um site é importante todo mundo deve estar cansado de saber. Você pode até dizer, “mas eu já tenho o Face.” Maravilha, mas lembre que o Face e também o Insta são dinâmicos. Um post pode facilmente desaparecer nos milhões de posts que seu cliente vê na linha do tempo dele. Já no site, todas as informações estão lá, aguardando os interessados. Agora, de nada adianta ter um site que não funciona. Pesquise, analise e pense com a mente de seu cliente. Faça um site prático, limpo, direto e que mantenha contato com seu visitante.

Vamos então às dicas.

  1. Domínio – Aconselho a todos os meus clientes adquirirem sempre o domínio brasileiro “.com.br” e o internacional “.com”. O motivo é simples. Quando seu site estiver no topo das paradas de sucesso, algum “sabidinho” pode perceber que um dos domínios não está registrado e ai…..bobeou, dançou.
  2. Escolha a melhor plataforma – Com certeza você já deve ter visto no youtube o comercial que tem a seguinte frase “Todo mundo precisa de um site.” Pois bem, eu digo assim “Todo mundo precisa de um site, mas não o desse comercial”. O motivo é simples: A tecnologia dele não ajuda numa possível futura mudança além de outros detalhes técnicos. Claro, ele funciona para algumas soluções. Mas o meu conselho é que você pesquise sobre o bom e velho WordPress. Ele possui ferramentas fantásticas que ajudam na organização interna dos códigos, deixando seu site mais leve e consequentemente ajudando no seu posicionamento no Google.
  3. Layout do site
    1. Topo do site
      • É importante deixar o telefone e o email no topo. Isso facilita o visitante.
      • Não obrigatório, mas também pra facilitar em alguns casos, é bom inserir os ícones das Redes Sociais.
      • Ah, não esquece da logo também né?
    2. Evite banners randômicos – Eu sei que você acha bonitinho, mas se não for realmente necessários, deixe apenas um banner fixo institucional. Estudos indicam que o usuário não gosta de perder tempo clicando nas setinhas para ver os outros banners.
    3. Cores – Pense bem em quais cores vai utilizar. Vista-se de cliente e analise qual cor você realmente acha que agrada? Tons pasteis deixam a leitura suave e tranquila. Nada de fundo preto com letras brancas, ok?
  4. Fale conosco – Esta página é crucial. É por onde seu cliente pretende se comunicar com você. Encontro normalmente sites que essa área não funciona nos dois sentidos. Dá erro na hora de enviar ou a empresa não me retorna.
  5. Tenha um blog dentro do site – Ter um blog ajuda muito a posicionar seu site nos mecanismos de busca. Mas é importante saber o que escrever e como escrever. Existem técnicas com dicas preciosas sobre com fazer isso. Esses textos são chamados de COPY e você vai ver muito por aí na web “aprenda como fazer o melhor COPY” para seu blog. E eu reforço, LEIA sobre isso. Ajuda muito.
    Algumas perguntas que fazem é: o que devo escrever nos meus posts? Deve escrever o que seu cliente pesquisa o tempo todo na internet. Em resumo, se o seu negócio é vender roupa, você precisa saber quais são as palavras mais pesquisadas sobre essa área de moda. Com essas palavras ou frases em mão, você cria as postagens.
  6. Página de depoimentos – Essa é super importante também. Certo dia estive visitando uma cliente e ela me contou que uma socialite do lugar procurou por ela pra conhecer melhor o negócio e entrou no site dessa minha cliente (eu não tinha ainda iniciado a mudança web na empresa dela). Pois bem, na conversa com essa socialite, minha cliente disse que atendia uma outra pessoa importante no estado. A socialite logo falou “Ah, se eu tivesse visto o nome dessa pessoa no seu site, nem tinha vindo te conhecer, fechava por telefone mesmo. Essa pessoa é extremamente exigente.”
  7. Página Galeria de Fotos – Essa história de inserir 1 milhão de fotos no site acabou. Lembre, hoje o cliente quer praticidade. Então se você quer mostrar um evento que sua empresa cobriu, seja prático, escolha as melhores 4 ou 6 fotos e pronto. A não ser que sua empresa trabalhe exclusivamente com eventos ou com excursões (o cliente quer mostra a viagem que fez para outros parentes fora do seu estado).
  8. Rodapé do site – Aconselho inserir todas as informações para contato e repetir o menu superior. Isso facilita para o usuário não precisar subir novamente para acessar outras páginas.

Bom galera, é isso. Se você puder fazer tudo isso sozinho, te dou os parabéns! Mas se quiser minha ajuda, me adiciona no WhtasApp (82) 9.8894.3166 ou envia um e-mail pelo formulário abaixo, ok?

Aguardem que vem mais posts por aí tratando dos outros tópicos.